Pesquisar
Close this search box.

Planejamento de manutenção: é possível se organizar o ano inteiro

Por em
Planejamento de manutenção: é possível se organizar o ano inteiro

A manutenção de edifícios é um processo essencial para garantir a segurança, o conforto e a durabilidade das estruturas. Por meio dela, é possível identificar e corrigir problemas antes que eles se tornem mais graves, o que pode evitar acidentes, prejuízos financeiros e transtornos.

No entanto, para realizar esse trabalho, planejar os tipos de manutenção ao longo do ano pode evitar erros e trabalho desnecessário.

Importância da manutenção em escolas

Embora todos saibam que é importante manter a manutenção predial em dia, nem todos dão a devida atenção e a negligência pode ser fatal. Ter a manutenção de uma escola em dia é imprescindível para ter:

  • Segurança: A manutenção adequada das estruturas é fundamental para garantir a segurança de todos os usuários. Problemas como vazamentos, infiltrações e falhas elétricas podem causar acidentes graves.
  • Conforto: A manutenção regular das instalações também contribui para o conforto. Um ar-condicionado que não funciona corretamente, por exemplo, pode deixar o ambiente quente e desconfortável.
  • Durabilidade: A manutenção preventiva ajuda a prolongar a vida útil das estruturas, evitando gastos com reparos ou substituições mais caros no futuro.
  • Prever grandes obras: no caso de escolas, grandes modificações são feitas nos períodos de férias. Quando se tem um cronograma de manutenção, é possível prever essas grandes obras, sem afetar o dia a dia do local.

Organizando a manutenção

O planejamento é fundamental para o sucesso de qualquer processo de manutenção. Ter um planejamento claro e bem organizado ajuda a garantir que todas as tarefas sejam executadas de forma correta e oportuna, além de otimizar todo o tempo da equipe.

Um dos principais aspectos do planejamento é a criação de arquivos com anotações das datas de cada manutenção, seja de ar-condicionado, parte elétrica, hidráulica, etc. Essas informações são essenciais para identificar quando é necessário realizar novos reparos ou substituições e evitar a troca de algo em bom estado ou deixar algo fora do prazo de validade em uso.

Além disso, é importante contar com um sistema de gestão de manutenção que permita o registro e acompanhamento das atividades. Esses sistemas podem ajudar a automatizar tarefas, gerar relatórios e facilitar a comunicação entre os envolvidos no processo. E também a facilidade de compartilhar a agenda e manutenção com outros setores.

Planejamento de manutenção

O planejamento deve ser feito com base nas características específicas da estrutura a ser mantida. É importante considerar fatores como o tamanho da estrutura, o número de usuários, o tipo de uso e as condições climáticas da região.

O planejamento deve incluir as seguintes etapas:

  • Identificação das necessidades de manutenção: Nesta etapa, é importante identificar todos os equipamentos e sistemas que precisam de manutenção periódica, por exemplo, o ar condicionado e sua troca de filtros.
  • Definição dos objetivos da manutenção: É importante definir os objetivos da manutenção, como a prevenção de acidentes, a melhoria do conforto ou a prolongação da vida útil da estrutura.
  • Elaboração do cronograma de manutenção: O cronograma deve definir as atividades de manutenção que serão realizadas, bem como as datas e prazos para sua execução.
  • Alocação de recursos: É importante alocar os recursos necessários para a execução do cronograma de manutenção, incluindo mão de obra, materiais e equipamentos.

Implementação do planejamento de manutenção

A implementação de um planejamento de manutenção deve ser feita de forma disciplinada e responsável. É importante acompanhar o cronograma e as atividades realizadas, a fim de garantir que tudo esteja conforme o planejado.

A manutenção pode ser classificada em dois tipos principais:

  • Manutenção preventiva: É realizada de forma periódica, com o objetivo de evitar o surgimento de problemas.
  • Manutenção corretiva: É realizada após a ocorrência de um problema, com o objetivo de corrigi-lo.

Além desses dois tipos principais, existem outros tipos de manutenção, como:

  • Manutenção preditiva: É realizada com base em análises de dados, a fim de identificar potenciais problemas antes que eles se tornem graves.
  • Manutenção produtiva total: É um modelo de manutenção que busca maximizar a disponibilidade dos equipamentos e sistemas.

Fatores que influenciam o planejamento de manutenção

Além das características específicas da estrutura a ser mantida, o planejamento de manutenção também deve considerar fatores como:

  • O orçamento disponível: O orçamento disponível pode limitar a frequência e a profundidade das atividades de manutenção.
  • A disponibilidade de mão de obra qualificada: É importante contar com mão de obra qualificada para realizar as atividades de manutenção de forma correta e segura.
  • A disponibilidade de materiais e equipamentos: É importante garantir a disponibilidade de materiais e equipamentos necessários para a execução das atividades de manutenção.

A importância da documentação

Além de manter arquivos com anotações das datas de cada manutenção, é importante documentar todas as atividades realizadas, incluindo:

  • O objetivo da manutenção: O que foi feito?
  • Os recursos utilizados: Quais materiais e equipamentos foram utilizados?
  • A mão de obra envolvida: Quem realizou a manutenção?
  • As condições da estrutura: Como a estrutura estava antes e depois da manutenção?

A documentação é importante para garantir a rastreabilidade das atividades de manutenção e para facilitar a identificação de problemas e tendências. Essa documentação, em conjunto com outros dados como mais pessoas acessando o prédio, pode significar que será necessário algumas alterações. Eis a real relevância de manter tudo atualizado conforme as manutenções vão sendo realizadas.

A importância da capacitação

É importante capacitar os responsáveis pela manutenção para que eles possam realizar as atividades de forma correta e segura. A capacitação deve incluir temas como:

  • Normas e procedimentos de segurança: Como realizar as atividades de manutenção de forma segura?
  • Técnicas de manutenção: Como realizar as atividades de manutenção de forma correta?
  • Recursos e equipamentos: Como utilizar os recursos e equipamentos necessários para a execução das atividades de manutenção?

A capacitação ajuda a garantir a qualidade das atividades de manutenção e a reduzir o risco de acidentes.

Exemplos de atividades de manutenção

As atividades de manutenção podem variar de acordo com a estrutura a ser mantida. Alguns exemplos de atividades de manutenção comuns incluem:

  • Manutenção elétrica: Verificação e troca de fiação, tomadas, interruptores, lâmpadas, etc.
  • Manutenção hidráulica: Verificação e troca de canos, torneiras, chuveiros, etc.
  • Manutenção de ar-condicionado: Verificação e limpeza de filtros, troca de gás, etc.
  • Manutenção de portas e janelas: Lubrificação de dobradiças, troca de fechaduras, etc.
  • Manutenção de pisos e paredes: Limpeza, pintura, etc.

O planejamento de manutenção é uma ferramenta essencial para garantir a segurança, o conforto e a durabilidade de casas e edifícios. Por meio dele, é possível identificar e corrigir problemas antes que eles se tornem mais graves, o que pode evitar acidentes, prejuízos financeiros e transtornos.

A organização é fundamental para o sucesso do planejamento de manutenção. Ter um sistema de gestão de manutenção e manter arquivos com anotações das datas de cada manutenção são medidas importantes para garantir a eficiência do processo.

Redação Húngaro Arquitetura

Comentários