O que é ESG e como aplicar em uma escola

Por em
O que é ESG e como aplicar em uma escola

O ESG, ou Environmental Social and Governance, é um conjunto de critérios que avaliam a sustentabilidade de uma empresa ou instituição. No contexto escolar, ESG pode ser entendido como um conjunto de práticas e ensinamentos que visam promover o desenvolvimento sustentável na escola.

A aplicação de ESG na escola é importante por diversos motivos. Um deles reforça a importância de que os alunos sejam educados sobre a importância da sustentabilidade. Os alunos são o futuro da sociedade e, por isso, é importante que eles estejam preparados para enfrentar os desafios ambientais do século XXI.

Neste artigo você vai entender como aplicar o ESG na escola de forma efetiva. Continue a leitura!

O ESG só funciona para as empresas?

Na verdade, não. Toda instituição precisa atentar-se para o ESG e aplicá-la de forma prática. Esse tema nunca esteve tão em alta e relevante para empresas, instituições e escolas.

As crianças e adolescentes são o agora, por isso, o quanto antes elas se atentarem para as práticas sustentáveis do ESG, melhores serão os resultados no futuro: um mundo mais sustentável, consciente e respeitável.

Quando o ESG foi criado?

Em 2004, o ex-secretário da Organização Nacional das Nações Unidas (ONU) Kofi Annan, desafiou cerca de 50 presidentes de grandes instituições financeiras a adotarem medidas mais sustentáveis, sociais e governamentais no mercado até 2030.

A partir daí, empresas, instituições financeiras e educacionais passaram a usar esse “termômetro” como base para melhorar as práticas do dia a dia, trazendo maior atenção ao meio ambiente, gestão financeira e de decisões governamentais diárias.

Como o ESG se aplica nas escolas e instituições educacionais?

O ESG é formado por três pilares de extrema importância para a adoção de medidas sociais, financeiras e sustentáveis a longo prazo. Vamos conhecê-las:

E – Environmental – Ambiental

Esse pilar é dedicado para reforçar a importância de se preservar o meio ambiente no dia a dia das empresas e das escolas, aplicando práticas como:

  • Reciclagem do lixo;
  • Descarte correto dos resíduos;
  • Economia de água e luz;
  • Aproveitamento dos alimentos e redução do desperdício;
  • Uso de energia limpa e renovável;

S – Social

A parte social menciona um ambiente acolhedor, aberto ao respeito às diferenças, combate ao bullying e à inclusão dos estudantes.

Essas práticas saudáveis trazem maior acolhimento às crianças e jovens, eliminando barreiras de socialização e aprendizado. Algumas medidas para que isso seja possível, são:

  • Criar eventos que reforcem a importância da família na vida escolar;
  • Conscientização sobre os efeitos do bullying e como combatê-lo;
  • Práticas de inclusão entre os estudantes.

G – Governance – Governança

Aqui, a Governança diz respeito a seguir as leis e práticas de transparência na gestão escolar, algumas delas são:

  • Atendimento à legislação corrente que respalda as escolas;
  • Relacionamento com o público;
  • Canal de denúncias aberto e sigiloso;
  • Proteção de dados dos estudantes;
  • Prestação de contas da instituição escolar;

Em suma, o ESG visa a instalação de boas práticas sociais, ambientais e financeiras no dia a dia escolar, trazendo benefícios não só para as instituições de ensino, mas também para a sociedade.

Crise ambiental e a importância da sustentabilidade

É importante mencionarmos que a sustentabilidade é uma pauta que não sai de moda, afinal, o consumo dos recursos nunca acaba. Nesse sentido, é necessário adotar medidas permanentes que realmente irão de encontro às práticas sustentáveis a longo prazo.

O consumo nas escolas está pautado em:

  • Geração de lixo;
  • Recursos gastos diariamente – papeis, água, lápis, caneta, cartolinas, etc;
  • Alimentos no lanche escolar;
  • Materiais utilizados para a limpeza escolar diária;

Portanto, quanto antes forem adotadas medidas práticas para que a sustentabilidade seja uma realidade nas escolas, melhor será a otimização dos recursos hídricos, de descarte do lixo e muito mais.

Falar sobre sustentabilidade é bom, mas dar exemplo aos estudantes na prática, gerará um impacto muito maior na sociedade.

Adotando o ESG nas escolas: dicas essenciais

Agora que sabemos o que é o ESG e a sua importância nas escolas, é hora de colocá-lo em ação.

Cada pessoa, seja uma criança ou adulto precisa se conscientizar desde cedo sobre as questões ambientais, ou seja, utilizamos os recursos da natureza para nos mantermos vivos.

Portanto, as escolas são os “laboratórios” essenciais para ensinar e direcionar sobre a educação nesse sentido. Em casa, as famílias precisam reforçar o que é passado nas escolas, firmando uma aliança de aprendizado.

Vamos conferir a seguir algumas dicas:

  • Instituir a prática de interação com a natureza, fazendo passeios em parques e reservas naturais;
  • Criar momentos de reciclagem de materiais e até mesmo dos alimentos;
  • Estabelecer ambientes próprios para os estudantes interagirem com a natureza através de hortas, plantações de flores, etc;
  • Desenvolver projetos de reciclagem ou mutirão de limpeza;
  • Promover palestras e atividades que falem sobre a importância do meio ambiente
  • Ensinar sobre cidadania ativa nas escolas, como as crianças e jovens podem atuar de forma efetiva e responsável na sociedade.

Essas são práticas aplicáveis em qualquer instituição de ensino sobre o meio ambiente, gerando assim pessoas mais responsáveis e que farão a diferença no futuro.

Gostou do conteúdo? Continue acompanhando o nosso blog para acessar mais artigos de relevância no dia a dia escolar e profissional. 

Redação Húngaro Arquitetura

Comentários